Artesanato: negócio de família!



Muito comum no artesanato, muitas das empresas familiares começaram com um único membro e, seja pelo sucesso da empresa, ou por crises no país, deram espaço a novos membros e cresceu em família. Então, se a família se dá bem e pode fazer o negócio prosperar é ótimo. O importante é o apoio da família e, quando ela se une para fazer o negócio crescer, melhor ainda.


Mas lembre-se de deixar o outro livre para decidir se quer fazer parte da empresa familiar e que a maioria dos artesãos que prosperaram tiveram apoio da família no negócio. Na Europa, por exemplo, casas de artesanato são, em sua maioria, familiares.


Outra coisa muito comum é o parceiro só passar a ser um aliado do negócio quando enxergar que o trabalho artesanal dá retorno. Então, vamos cuidar para que todos se respeitem e enxerguem o quanto antes que o trabalho artesanal é poderoso e muito importante.


Por hoje é isso, mas amanhã tem mais. Até lá!


6 visualizações

Posts recentes

Ver tudo