• Canal Craft

O poder do fazer e de transformar o mundo com as próprias mãos


Agora, temos um clube para chamar de nosso! É um prazer e uma alegria que todos saibam que o Club Craft Brasil é a nossa casa no Clubhouse. Mas, o mais importante mesmo é que, com a “nossa casa”, podemos mostrar a todas as áreas como o artesanato, como esse nosso mercado é importante. Lembrando que, principalmente, o nosso Club é um espaço de acolhimento.


As redes sociais ajudam o artesão e as empresas a se tornarem mais conhecidos, mas, já identificamos que uma das principais sacadas é a gente se sentir em casa e, para isso, nada como um lugar com jeitinho de sala de estar, chá na mesa de centro, drinques no bar e gargalhadas no sofá. Isso é o que encontramos no Club Craft Brasil e é onde esperamos por você!


Para não fugir do assunto da tarde, buscamos saber o que as orgulha em ser artesãs e mulheres incríveis e o resultado foi:


Eu me orgulho...


“... de ter respeitado o que faço de melhor e de valorizar o meu trabalho de designer”.


“... de ter feito conquistas pelo meu esforço...”


“... de ser a responsável pela divulgação do crinol no mercado artesanal, mais especificamente no de laços e também dos meus textos, que tocam as pessoas nas redes sociais.”


“... de lembrar que eu não sabia nem pregar um botão e, hoje, tenho um curso para artesãs e já escrevi um livro”.


“... de ter começado do zero, a partir de uma máquina de costura que ganhei e nem sabia usar, para decorar a minha casa e criar a minha empresa”.


“... de ter me planejado, por um ano, para fazer a transição de carreira. Hoje, mantenho a seriedade e o estilo executivo para valorizar o meu trabalho”.


“... de ter desenvolvido peças autorais, tiaras bordadas que são verdadeiras formas de se expressar”.


“... de ter começado a fazer máscaras e, delas, ter migrado para guardanapos, roupa de mesa e tudo mais para mesas decoradas”.


“... de poder ajudar outras pessoas”.


“... de poder me apresentar artesã com firmeza.


“... de saber que o que eu faço é muito maior do que eu imagino, que há pessoas que já conseguiram colocar comida na mesa numa noite de Natal por causa das minhas aulas”.


“... de cada pessoa que elogia o meu trabalho e me faz sentir honrada do que eu faço, da minha trajetória...”


“... de ter chegado onde eu cheguei e saber que fui eu quem fiz, das pessoas olharem para o que eu fiz e reconhecerem que eu sou uma artista. Tenho orgulho de ser costureira, de ser artesã.”


Até amanhã!


8 visualizações

Posts recentes

Ver tudo