• Canal Craft

LGBTQI+fobia: uma luta de todos


É importante esclarecer, de uma vez por todas, que não se trata de opção sexual, mas de condição. Afinal, ninguém opta por sofrer violência. Além disso, por muito tempo, falar sobre homossexualidade estava associado a doenças como o HIV.


A homofobia vai além da ignorância. refere-se ao caráter de quem a pratica. Afinal, o respeito é obrigatório e quem desrespeita o outro por sua sexualidade está praticando um crime.


Entender sobre a nossa própria sexualidade é difícil por si só, em qualquer tempo. Tanto isso é verdade, que muitas pessoas se obrigam a viver uma mentira, que as agride, até pela ignorância da própria família. Sem contar que há mães que precisaram ver seus filhos sofrendo, se submetendo às mais perversas adversidades, no país que mais mata LGBTQI+ no mundo, para respeitar e cumprir com a própria lei desse país.


As pessoas trocaram o preconceito pela hipocrisia.


Lembremos que a criança não tem preconceito. É a educação que ela recebe que molda o seu caráter e a direciona. Também não cabe a ninguém “aceitar” a sexualidade do outro. A sexualidade é pessoal e íntimo. Foque em amar o outro, independentemente do que ele faça na intimidade dele. A intimidade do outro não nos diz respeito. E lembre-se: o respeito só acontece para todo mundo quando cada um fazer a sua parte, ou seja, respeitar o outro.


Não justifique. Apenas respeite.


Até amanhã!


6 visualizações

Posts recentes

Ver tudo