O medo que me limita a cada dia


Hoje, a conversa começou intensa. Com muitos medos sendo colocados em pauta, sendo confessados, compartilhados, acolhidos... E, por isso, logo chegou-se ao entendimento de que mais importante do que enfrentar o medo é se permitir identificar o tamanho desse medo em nós.


Segundo o neurocientista Pedro Calabrez, “se você nasce sem medo, você morre cedo”. Isso, porque medo é proteção. É claro que, em demasia chega a ser patologia.


Nossos medos apontam nossas limitações. Valem ser respeitados da mesma maneira que nossas qualificações. Afinal, eles são transferências. Mas, quando a gente encara o medo de frente, tudo muda.


O medo de crescer e falhar pode limitar o nosso crescimento profissional. É importante aprender sobre nossos traços de personalidade para que possamos lidar com nosso medos.


Tudo é processo, é treinamento. Do medo à conquista. Por isso, é importante pensar sobre nossos medos, pois muitas de nossas ações derivam deles.


O papo foi bom demais e, amanhã, ele continua.


Até lá!


7 visualizações

Posts recentes

Ver tudo