Planejamento financeiro do meu ateliê


Com um assunto que tinha tudo para ser denso, porque é uma preocupação para quem empreende, o clima da Hora do Vício não permitiu. Inclusive, além das explanações perfeitas de todas, tivemos o auxílio de um especialista, a quem agradecemos imensamente.


Quanto às dicas, comece separando as contas bancárias. Não deixe que seus custos e despesas se misturem aos da empresa. Além disso, uma dica é ter um propósito para cada valor que você investe no seu ateliê.


Mais importante de tudo: faça um planejamento de valores que serão investidos na empresa, sem perder de vista os seus custos. E lembre-se: não basta ter uma planilha, é preciso saber pensá-las. Inclusive, quem está começando, pode começar no caderninho mesmo.


Outra coisa importante é saber que, quem é MEI precisa fazer um controle financeiro mensal para se preparar para a declaração de ajuste anual.


Do mais, saiba que, se não estivermos com o nosso controle emocional em dia, podemos colocar a perder o controle planejamento financeiro também. Então, confie que tudo o que cultivamos e fazemos com seriedade vinga.


É isso ai. Amanhã tem mais. Até lá!





14 visualizações

Posts recentes

Ver tudo