Tem juta na moda!

A parceria Castanhal e o SENAI-CETIQT em 2019 deu origem ao laboratório de experimentação para utilização dos tecidos feitos com a fibra de juta para o vestuário do dia a dia, apresentando soluções sustentáveis, ecológicas e 100% biodegradáveis para o universo da moda.

O concurso Juta – Fibra Sustentável na Moda lançou o desafio aos alunos para criar ideias inovadoras com o uso da juta e transformar em peças versáteis, práticas, funcionais e atraentes, oferecendo sustentabilidade na moda, de forma verdadeiramente Amazônica.

A exposição com os sete looks das duplas finalistas teve um espaço exclusivo dentro do evento. Destaque para a dupla vencedora, formada por Amanda Brêtas e Flavia Tampeli, que ganharam uma viagem para visitar a fábrica da Castanhal no Pará e conhecer um pouco mais sobre o processamento da juta, do plantio ao produto final. Os demais finalistas foram: Maria Clara Brodbeck e Thalita Costa (2º lugar); Pedro Louzada e Joana Litiman (3º lugar); Gustavo Souza e Karine Mello; Daniel Gomes e Larissa Alves; João Carvalho e Thaynara Bragança; e Arad e Gabriel Dau.


Look vencedor do concurso 'Juta – Fibra Sustentável na Moda', elaborado pelas alunas Amanda Brêtas e Flavia Tampeli, em Juta Castanhal.

Foto: Inspiramais_2021_I


Se é bom para a natureza, a gente apoia!


A juta é cultivada por milhares de famílias ribeirinhas que vivem economicamente do seu plantio, que é totalmente integrada ao Bioma Amazônico: é plantada nas áreas de várzea dos rios Solimões e Amazonas, não provoca desmatamento, nem queimadas, sua fibra é natural, orgânica, biodegradável, ou seja, 100% sustentável e contribuindo para a manutenção da Floresta Amazônica.

A Castanhal oferece ao mercado produtos ecologicamente corretos, de qualidade e versáteis, disponíveis em várias formas, sendo: fibra cardada, fios de diversas espessuras, telas lisas, coloridas e estampadas, além da tradicional e reconhecida sacaria para embalo de grãos. Durante o plantio, não são utilizados agrotóxicos, herbicidas ou fungicidas, a adubação natural é feita pelo húmus deixado pelas cheias dos rios amazônicos. O amaciamento da fibra de juta é realizado com óleos vegetais de Palma.

Flavio Junqueira Smith, Diretor-Presidente da Juta Castanhal, declara: "Acreditamos que as fibras naturais são as que melhor conseguem atender ao desafio da economia circular. Sustentabilidade é nosso DNA, é prática diária no relacionamento com a comunidade em torno do plantio da Juta. Acreditamos que o ser humano e a natureza são um organismo único e interdependente e que a economia circular é a melhor forma de produzir, consumir, reutilizar fortalecendo a economia circular das Américas. Essa é a nossa paixão, por isso investimos constantemente em pessoas, processos produtivos, novos usos e aplicações de fibras naturais, parcerias e comunidades do entorno".




https://www.castanhal.com.br

@jutacastanhal

53 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Inscreva-se:

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • Pinterest - Círculo Branco

© 2019 por CanalCraft. Criado com Wix.com